Verdades sobre o leite UHT que você precisa saber

Verdades sobre o leite UHT
que você precisa saber

É um alimento que contém diversos nutrientes
O leite de caixinha é um alimento que oferece nutrientes como proteínas, vitaminas, cálcio e outros minerais. Pesquisas indicam que o leite UHT apresenta a mesma qualidade de nutrientes em comparação ao leite cru, preservando também o sabor, odor e cor característicos do alimento (1,2) e trazendo como vantagem o fato de ser um produto livre de microrganismos.

É seguro para consumo
O leite de caixinha passa por um processo altamente seguro e validado desde meados do século 19: a esterilização UHT (Temperaturas Muito Altas). O método UHT é aprovado por órgãos de saúde internacionais e nacionais e regulamentado desde 1996 pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) (3). O processo de submeter o leite a uma temperatura alta e depois resfriá-lo rapidamente elimina os microorganismos indesejados, sem perdas significativas dos principais nutrientes do leite e permitindo que a bebida possa ser armazenada em temperatura ambiente até o momento do consumo de forma totalmente segura (1, 2).

É um alimento puro
O leite de caixinha não contém água adicionada e não necessita a adição de conservantes. Ele é basicamente o mesmo leite que foi retirado da vaca, mas que passou por um tratamento térmico para se tornar seguro para o consumo.
Para evitar que a parte líquida do leite se separe e forme pedacinhos brancos no produto e para garantir a qualidade das proteínas durante o processo, podem ser adicionados estabilizantes, que são permitidos por lei (3, 4).

Não precisa ser fervido antes do consumo
Antigamente, as pessoas ferviam o leite por questões de segurança do alimento. Isso porque, antes da invenção da refrigeração e do processo de pasteurização, o leite era facilmente contaminado por bactérias e outros microorganismos que podiam causar doenças. Hoje, o leite é submetido ao tratamento térmico (pasteurização ou processo UHT) antes da sua comercialização, garantindo a segurança para o consumo (3). Se você deseja consumir o leite quentinho, você pode aquecê-lo por questão de sabor, mas não é necessário aquecê-lo por questão de segurança!

Não precisa ser guardado na geladeira
O leite de caixinha não precisa ser refrigerado enquanto a embalagem estiver lacrada, pois o tratamento UHT (Temperaturas Muito Altas) garante sua segurança à temperatura ambiente. Após aberto, ele deve ser guardado na geladeira e ser consumido em até 3 dias (5), pois ao abrir a embalagem o alimento entra em contato com microorganismos presentes no ar.

A caixinha do leite pode ser reciclada
De maneira geral, as embalagens de leite UHT são feitas de materiais como o papelão, o polietileno e o alumínio que podem passar pelo processo de reciclagem, mas isso irá depender das normas e regulamentações de cada local e da composição da embalagem de cada produto. Quando o processo de reciclagem é possível e permitido, ele começa com a separação das camadas de materiais, seguido da transformação desses materiais em novos produtos. O papelão pode ser transformado em papel reciclado, enquanto o polietileno e o alumínio podem ser utilizados na fabricação de outros produtos. Por isso, é importante separar as embalagens corretamente e encaminhá-las para a coleta seletiva ou para pontos de coleta de materiais recicláveis (6,7).

Os quadradinhos coloridos na embalagem não significam que o leite foi reprocessado
Os quadradinhos coloridos representam, na verdade, um teste de cor feito para controle da qualidade da impressão da embalagem e não têm nenhuma relação com o produto que vai ali dentro, até mesmo porque o reprocessamento do leite, e de qualquer outro alimento, é proibido pela legislação. Você pode notar que algumas embalagens têm os símbolos e outras não, pois o teste de cor é realizado apenas uma vez em cada bobina, e uma única bobina de papelão gera várias embalagens impressas (8, 9).

REFERÊNCIAS:

  1. IDF – International Dairy Federation. Heat-Induced Changes in Milk. Belgium; 1995.
  2. IDF – International Dairy Federation. New Monograph on UHT Milk – Document 133, Belgium; 1981.
  3. MAPA. Portaria n°370, de 04 de setembro de 1997 – Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade do Leite U.H.T (U.A.T). Acesso em: 16 de março de 2023. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=08/09/1997&jornal=1&pagina=52&totalArquivos=160
  4. SBAN, 2015. A importância do consumo de leite no atual cenário nutricional brasileiro. Acesso em: 9 de março de 2023. Disponível em: http://sban.cloudpainel.com.br/source/SBAN_Importancia-do-consumo-de-leite.pdf.
  5. Silva, Rosana de Oliveira Pithan. Leite UHT ou Pasteurizado: afinal, qual tem os melhores preços? IEA. Instituto de Economia Agrícola, 2016. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/verTexto.php?codTexto=14174#:~:text=No%20caso%20do%20leite%20UHT,consumido%20em%20at%C3%A9%20tr%C3%AAs%20dias. Acesso em: 17 de março de 2023.
  6. https://www.tetrapak.com/pt-br/sustainability
  7. https://www.tetrapak.com/pt-pt/insights/cases-articles/sabes-como-funciona-a-reciclagem-das-embalagens
  8. https://www.tetrapak.com/pt-br/insights/cases-articles/fake-news-barras-coloridas-em-embalagens
  9. Decreto 9.013, de 29 de Março de 2017. Artigo 255 do Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem – RIISPOA. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2017/decreto-9013-29-marco-2017-784536-publicacaooriginal-152253-pe.html

Contato ● imprensa

ablv@nectarc.com.br

Patrocínio:

Contato ● imprensa

ablv@nectarc.com.br

Patrocínio: